Analepsy

SOURCE – Atrocities from Beyond foi lançado recentemente no cenário, obtendo ótimas críticas. Como você avalia a produção do álbum?

Tiago Correia (Drums) – A produção do álbum foi um processo demorado (cerca de dois anos) desde toda a composição das músicas, até à gravação, mistura, masterização e todo o design e artwork à volta do álbum. No geral foi um processo que nos deu imenso gozo viver, mas que ao mesmo tempo trouxe bastante trabalho e alguns prazos difíceis de cumprir.

SOURCE – A qualidade sonora do álbum Atrocities from Beyond é muito boa, como foram realizadas as gravações?

Tiago Correia (Drums) – O álbum foi gravado em dois estúdios, sendo a bateria captada nos Nox Messor Studios pelo Tiago Mesquita e tudo o resto pelo Miguel Tereso de Demigod Recordings. Tanto a mistura e masterização foram também levadas a cabo pelo Miguel Tereso.

SOURCE – Quais as campanhas promocionais para divulgação do álbum?

Tiago Correia (Drums) – Na verdade não houve campanhas para divulgação, apenas lançámos o single “The Vermin Devourer” através da plataforma Metal Injection que tem mais do que um milhão de fãs e o stream inteiro do álbum no canal do youtube “Slam Worldwide”, e desta forma penso que conseguimos chegar a todos os fãs e ainda a potenciais novos fãs.

SOURCE – Como o circuito da pirataria digital está atingindo as expectativas de vendas de Atrocities from Beyond?

Tiago Correia (Drums) – Penso que não afeta assim muito. Nós não somos assim tanto contra a pirataria digital hoje em dia dado que permite dar a conhecer as bandas a um público muito maior, público esse que pode até vir comprar as músicas à própria banda. Por isso as vendas têm corrido bastante bem e o público parece satisfeito com o nosso trabalho.

SOURCE – Atualmente o cenário português apresenta muitos nomes promissores. Tem ficado mais fácil obter sucesso no cenário metálico em Portugal?

Tiago Correia (Drums) – Creio que se mantém na mesma. Sempre tivemos bandas muito boas cá em Portugal mas sempre foi raro estas terem sucesso, especialmente no estrangeiro.

SOURCE – Sendo português, qual a visão geral que vocês portugueses tem do Brasil?

Tiago Correia (Drums) – Em termos de bandas sabemos que existem mesmo muitas com boa qualidade! falando por mim (Tiago), Krisiun por exemplo sempre esteve na minha playlist! Em termos de concertos ou festivais, na verdade não tenho assim tanto conhecimento do cenário que existe, mas sei que os fãs brasileiros de música extrema são fãs super dedicados!

SOURCE – Primal Attack, Dark Oath são apenas alguns dos melhores nomes do cenário português. Quais outros nomes vocês indicariam?

Tiago Correia (Drums) – Temos Grog, Bleeding Display, Neoplasmah, Dead Meat, Raw Decimating Brutality, Brutal Brain Damage, só para nomear alguns.

SOURCE – Algo mais a ser acrescentado?

Queremos agradecer à Source Webzine a oportunidade de nos receber com esta entrevista e agradecer a todos os brasileiros que nos têm apoiado no nosso caminho! Esperamos um dia podermos encontrar-nos todos!

Link:

Analepsy

Video: